Os delegados do Ministério da Educação (ME) dos três concelhos da ilha de Santo Antão e de São Vicente reuniram-se na semana passada, para proceder à avaliação das medidas introduzidas durante o ano lectivo 2017/2018.

A A delegada anfitriã, Felismina Reis, faz um balanço muito bom e realça a implementação da nova matriz curricular como uma das medidas de maior relevância.
“A implementação da matriz curricular, com a introdução das línguas inglesa e francesa no quinto ano, uma medida que foi “uma mais-valia” para os alunos e trouxe nova dinâmica às escolas, frisou.

Um dos ganhos visíveis apontados pela Delgada é a introdução do método 28 palavras, visto que os alunos do primeiro ano aprenderam a ler no segundo trimestre.

A porta-voz dos delegados do ME em Santo Antão, enaltece ainda o facto da FICASE ter reforçado a ementa escolar, com a introdução do leite, farinha integral e ovos, “uma medida também muito positiva”, tendo em conta a situação da seca vivida este ano.

A reabilitação dos estabelecimentos de ensino e das delegações e melhorias dos mobiliários foram outros “ganhos” conseguidos pelas delegações do ME em Santo Antão, em 2017/2018.

Felismina Reis realça ainda o facto de o Ministério da Educação ter resolvido as pendências dos professores, relacionados com progressões, reclassificações e atribuição de subsídios por não redução da carga horária, além do aumento do salarial às cozinheiras e da regularização da situação laboral do pessoal operacional.

SF