A Ministra da Educação, Maritza Rosabal, afirmou hoje que os manuais escolares com erros não vão ser retirados do mercado, adiantando que os livros continuarão a ser corrigidos através de erratas ou com recurso a autocolantes.
As declarações da ministra surgem na sequência da deteção de vários erros nos novos manuais de matemática do 1º ciclo, o que está a gerar a indignação dos pais e encarregados de educação.

Entretanto, a governante assegurou que mantém a confiança em toda a equipa responsável pelos manuais, adiantando que assume institucionalmente todas estas questões para melhorar os manuais disponíveis.

A ministra explicou ainda que não existe há muitos anos coordenação editorial no ministério e que, quando em junho foi lançado um concurso, não apareceu ninguém com perfil e competências para preencher o lugar.

No mesmo sentido, Maritza Rosabal disse que os novos manuais são experimentais e que vão  manter até ao final do ano letivo.