• Coordenadores pedagógicos do ensino básico  participam na  formação sobre  prevenção do uso de substâncias psicoativas

    Coordenadores pedagógicos do ensino básico participam na formação...

  • Cerca de 45 % de alunos cabo-verdianos assume contacto com bebidas alcoólicas

    Cerca de 45 % de alunos cabo-verdianos assume contacto com bebidas...

  • "Uns erros não justificam outros"- Presidente da República

  • "Uns erros não justificam outros"- Presidente da República

  • Ministério da Educação e Associação Black Panthers assinam protocolo de parceria

    Ministério da Educação e Associação Black Panthers assinam protocolo...

Programas em Destaque

OUT.
18

18-10-17 15:00 - 17:59

OUT.
18

18-10-17 18:00 - 18:05

OUT.
18

18-10-17 18:30 - 18:59

OUT.
18

18-10-17 19:00 - 19:29

OUT.
18

18-10-17 19:30 - 19:45

OUT.
18

18-10-17 20:30 - 20:50


Existem 10 factos na educação dos Japoneses que fazem com que sejam um dos mais instruídos países do mundo. A verdade é que, por mais pequena que a diferença seja, ela pode atingir resultados incríveis. O sistema educativo do Japão é um exemplo disso.

 

Esse país segue uma linha de educação muito diferente da Ocidental. Graças a isso, os seus alunos tornaram-se nos mais instruídos do mundo. Vê porquê:

1. Primeiro as boas maneiras, depois o conhecimento.
Os estudantes japoneses não fazem testes até atingirem os 10 anos, na quarta classe. Nos três primeiros anos os professores dão mais importância à educação para a cidadania. Eles ensinam o respeito pelas pessoas e animais, a generosidade e também a honestidade.

2. As aulas começam a 1 de abril.
O início das aulas coincide com as cerejeiras em flor, simbolizando de uma forma especial o começo do ano escolar. As crianças japonesas descansam durante 6 semanas no verão e 2 semanas no inverno e primavera.

3. Nas escolas japonesas não existe pessoal de limpeza.
Os estudantes são responsáveis pela limpeza de todas as salas e aprendem os conceitos de higiene, limpeza e responsabilidade.

4. Os almoços são iguais para todos e todos os alunos têm de comer juntos.
Professores e alunos comem todos a mesma comida.Os menus escolares são preparados por cozinheiros e nutricionistas especializados. Algumas das frutas e legumes são cultivadas no pátio da escola.

5. É normal ter aulas fora da escola.
Para entrarem numa boa faculdade, as crianças têm aulas fora da escola. Algumas pessoas podem achar este método estranho, mas a verdade é que é raro as crianças deste país repetirem o curso.

6. Aprender a arte da caligrafia e poesia.
A arte de escrever é tão valorizada como pintura. O haiku, uma forma de poesia, também se torna relevante para as crianças japonesas valorizarem e respeitarem a história de seus antepassados.

7. Todas as crianças usam uniformes.
Todas as crianças são obrigadas a usar uniformes.

8. A frequência das aulas é de 99.9%.
É difícil encontrar um aluno que faltou às aulas. Para além disso, eles não chegam atrasados e 91% dos estudantes prestam atenção ao tudo o que seus professores dizem

9. Os resultados do exame final decidem tudo.
Depois do ensino secundário, os alunos têm um exame final que determina se eles entram ou não para a universidade. No Japão eles chamam de “exame infernal”.

10. Os anos de faculdade são as “melhores férias”.
Depois de muitos anos de preparação, esses anos são considerados os melhores na vida de um japonês. É a altura mais despreocupada para os alunos que passaram anos a se preparar para o “exame infernal”.

DB. fonte (http://soutaoboa.com/)